A SEREIA DE COPA

15 de maio de 2017

As histórias de Jane Di Castro, uma trans nos anos 1970

Luiz de Castro encarou porradas e preconceitos por décadas. Defeito? Nenhum, apenas nasceu com alma de mulher. Filho de militar com enfermeira, ainda criança se trancava no banheiro de casa, enrolava uma toalha na cabeça, vestia o maiô Catalina da irmã e passava o batom da mãe. Naqueles poucos momentos conseguia viver seu sonho: ser mulher, ser vedete, ser estrela de Hollywood. Tudo sobre a vida da atriz, cantora e transexual Jane de Di Castro está na J.P 128. (Maio de 2017)

© Joyce Pascowitch 2013